domingo, 29 de novembro de 2009

Livros adquiridos na 55° Feira do Livro de POA

A feira do livro terminou. Aproveitamos para renovar nosso acervo. A Adelaide enloquece, pois eu sou meio descontrolado (consumista mesmo) quando se trata de livros e portanto acabo estrapolando o orçamento. Adquirimos as seguintes obras:

1 - Na Garupa de um motociclista... Até o fim do mundo, de Antonela Siqueira Catania: Livro, já comentado neste blog. Trata-se das impressões da garupa em uma viagem do casal até o extremo sul de nosso continente a bordo de V-Strom 1000. Livro sensível e com uma visão diferente: o da garupa.

2 - Vietnã Pós-Guerra, de Airton Ortiz: Livro, também já comentado neste blog, que descreve a viagem deste reporter, durante quase 60 dias pelo sudoeste Asiático, onde visitou o Camboja, a Tailândia, Laos e o Vietnã.

3 - Terra Sem Fronteiras: Do Sul do Brasil ao Alasca, de Joyce e Cláudio Guimarães: O relato, amplamente ilustrado com belíssimas fotografias da viagem do casal de Jaraguá do Sul, Santa Catarina a Prundhoe Bay no Alasca a bordo de um Land Rover Defender 90.

4 - Challenging your Dreams, uma aventura pelo mundo, de Grace Downey e Robert Ager: Um belíssimo livro que relata a viagem de 3 anos ao redor do mundo a bordo de uma Land Rover Defender 110.

5 - A volta ao mundo em 80 dias, de Julio Verne: Ficcionista francês que instiga a mente de quem tem no sangue a aventura. Autor também de viagem ao centro da terra e vinte mil léguas submarinas.

6 - Viajante Solitário, de Jack Kerouac: textos autobiográficos do autor, que nos conta de suas viagens pelo mundo. O autor também é famoso pelo livro On the road.

7 - 50 Maratonas em 50 dias, segredos que aprendi correndo, de Dean Karnazes: Ultramaratonista, referência no mundo das corridas, que relata seu último grande desafios: correr 50 maratonas em 50 dias consecutivos = um maluco. Já li seu livro anterior: o Ultramaratonista e recomendo. Lições de superação.

8 - Paisagens perdidas, de Jayme Caetano Braun: Poesias e prosas de um dos mais famosos pajaeadores do Rio Grande.

9 - Lendas Gáuchas, da RBS produções: 35 histórias com origem no imaginário popular rio-grandense.

10 - Guia do Peru, publicado pela Folha de São Paulo: Guia visual, muito bem ilustrado sobre o Peru.

11 - Guia da Bolívia, da Rough Guide, traduzido pela Publifolha: Um dos poucos guias encontrados no mercado sobre a Bolívia.

Enfim, muitos livros, muitas histórias inspiradoras. Vocês podem notar pelas obras adquiridas onde buscamos inspiração para nossas viagens e também já damos algumas pistas do que um dia pretendemos fazer...

Quando denominamos nosso blog de Álvaro e Adelaide mundo afora, estamos dizendo que viajamos também pelo mundo através dos olhares e impressões de outras pessoas que nos brindam com seus relatos. Mundo afora também é viajar através dos livros.

Equipamentos do Manivela

Na foto: Eu e Manivela (gente finíssima este Manivela)

Estamos passando por uma fase alucinada de trabalho, o que está me impedindo de atualizar com mais freqüência o nosso blog. Logo estaremos lançando por aqui o projeto de nossa próxima viagem. Por enquanto preparativos. Começamos o planejamento tarde e por isto alguns acumulos de tarefas. Escolha de roteiro, relação de equipamentos, organização dos aspectos burocráticos, enfim... Esta parte também é tão boa quanto a viagem propriamente dita. Escreverei mais a respeito em futuros posts.

Entre as tarefas de planejamento está o equipamento. No final de semana passado fui para Pelotas equipar a moto com as invenções do Manivela. Instalei os seguintes equipamentos:

1 - Suporte Side Case Falcon: Suporte para acoplamento de bauletos laterais da GIVI. Com ele posso acoplar um baú lateral E21 (21 litros) ou um E41 (41 litros). A idéia  é buscar um E21 pois o E41 é muito grande, diria que para a Falcon, exageradamente grande, além do preço proibitivo. O E21 é o mesmo tamanho dos atuais alforjes que nos acompanharam para Ushuaia. Vocês devem estar se perguntando porque da substituição? É que em uma longa viagem ao meu ver, é fundamental a praticidade de carregamento da moto. Em uma viagem de moto já existe a parafernália de equipamentos e roupas especiais que nos tiram a mobilidade. Quanto mais prático for a montagem da bagagem, melhor a moral da equipe. E os baús laterais trazem isto. Basta um clique e os volumes estão acoplados. Sem falar da vedação e impermeabilidade. O alforje é um bom equipamento, mas para no máximo viagens de poucos dias. Umas das coisas a que me propus no decorrer da viagem ao Fim do Mundo (itens a serem melhorados) era a de instalar na Catarina suportes para baús laterais. Faltam agora os baús. O Suporte criado pelo Manivela é de uma qualidade excepcional.


2 - Cavalete Bi-lateral Falcon: Criado também pelo prof. Pardal do Motociclismo (Manivela), substitui o pezinho original, serve para apoiar a moto e ergue-la, pois transforma-se em um cavalete, deixando ao acioná-lo os pneus da moto erguidos. De uma utilidade tremenda em viagens, pois permite com facilidade a lubrificação da correia, e em caso de reparos como conserto do pneu o seu fácil manuseio. Certamente se o tivesse na Patagônia não teria por mais de uma vez, visto a moto cair com a força dos ventos Patagônicos. Recomendo para os Falqueiros o uso do cavalete. Dêem uma olhada no vídeo que demonstra a instalação do equipamento:


3 - Suporte pedaleira para Falcon: Em longas viagens em velocidade de cruzeiro é super útil um suporte para mudarmos eventualmente a posição das pernas. Auxilia em muito na circulação sanguinea e no conforto do piloto.

Enfim, para quem não conhece o Manivela e seus produtos, especialmente a sua exclusiva e patenteada criação, o cavalete bi-lateral, confira o site da empresa. Seus equipamentos são de Motociclista para motociclista, pois além de tudo ele é Motoviajante.