domingo, 13 de dezembro de 2009

Expedição Ruta 40 - Capítulo 2

A Expedição Ruta 40 continua. Abaixo o segundo capítulo da série, veiculada na TVCOM (apresentado em dois blocos).
Veja o post anterior sobre a aventura. Lá você também poderá ver o primeiro capítulo da série.


Ducati Multiestrada 1200

Neste sábado fui até a Hypermotos, loja de artigos para motociclistas do Beto Marshal. Conversando com o próprio Beto, ele me comentou da nova sensação no que se refere ao mercado de Big Traill(s) do momento, a Ducati 1200 multiestrada.

Conforme ele, esta nova Big Traill que chega ao Brasil em Julho de 2010, irá renovar os conceitos das montadoras e desbancar marcas famosas como a BMW 1200, que necessáriamente deverá se atualizar. A Ducati 1200 possibilita com um simples clicar de botões ser transformada em 4 estilos diferentes de pilotagem: Urbana, Enduro, Sport e Touring.

Ao chegar em casa, curioso que sou, fui pesquisar. Leia a matéria que extraí do Jornal Cruzeiro do Sul, e logo depois o vídeo oficial de lançamento desta super máquina:

Ducati Multistrada 1200 é muito mais do que um rostinho bonito

A marca Ducati está diretamente relacionada à esportividade. Não apenas pelos diversos títulos já conquistados nos campeonatos de motovelocidade, mas também porque a casa de Bolonha é considerada pelos fãs mais apaixonados como a Ferrari de duas rodas. Surpreendentemente, o fabricante chamou a atenção do público no Salão de Milão, que aconteceu em novembro, não com uma moto de asfalto, mas sim, com sua nova big trail: a Multistrada 1200. Ela foi eleita a motocicleta mais bonita do evento, tem o motor mais potente da categoria, traz tecnologia de ponta e vai ser lançada no Brasil no segundo semestre de 2010.

Apesar de ser uma big trail, a Multistrada sempre veio equipada com pneus de asfalto. Mesmo sua antecessora, a Multistrada 1100, lançada no Brasil no final de 2008, já trazia pneus esportivos, como se estivesse prevendo a nova tendência da categoria. Este segmento vem mudando, principalmente, por causa do tipo de uso dos proprietários, que não parecem dispostos a sujar motos de mais de 200 kg na lama. No Brasil, a renovada Multistrada 1200 vai enfrentar BMW R 1200 GS, Honda Varadero, Suzuki V-Strom DL 1000, Triumph Tiger 1050 e KTM 990 SMT. Mas seu design mais moderno, que mistura detalhes de moto esportiva com big trail, já é um ponto à frente da concorrência. Isso sem falar da bela balança monobraço e do quadro de treliça tubular.

Seu motor bicilíndrico Testastretta é o mais potente da categoria. Herdado da esportiva 1098, ele tem oito válvulas, refrigeração líquida e gera 150 cv de potência a 9.200 rpm e torque de 12 kgfm a 7.500 giros. Para efeito de comparação, a nova BMW R 1200 GS oferece 110 cv. A alta potência deste propulsor está relacionada, em parte, ao comando desmodrômico, que troca o sistema convencional de válvulas com molas por um mecanismo de válvulas interligadas, que evitam a perda de sincronia com os pistões nas rotações mais elevadas.

Disponível apenas na versão S do modelo, este sistema tem quatro opções: Urbana, com potência de 100 cv e suspensão em modo conforto; Enduro, também com 100 cv e suspensão elevada; Sport, com 140 cv e suspensão de comportamento esportivo; e Touring, com 150 cv e suspensão adequada para maior conforto em viagens mais longas em rodovias, com plena carga, levando piloto e garupa. O conjunto de amortecimento da versão S é assinado pela Ohlins, mas na Multistrada mais acessível tem amortecedores Marzocchi de 50 mm na frente e Sachs atrás ambos com 170 mm de curso. O sistema de freios com ABS é da marca Brembo e tem discos duplos de 320 mm na roda dianteira e disco único de 245 mm na roda traseira.